Ação contra o Aedes no Mário Covas e Paulo Coelho Machado remove 3 toneladas de lixo

Ação contra o Aedes no Mário Covas e Paulo Coelho Machado remove 3 toneladas de lixo

01/04/2019 0 Por Humberto Marques

Mutirão da Prefeitura de Campo Grande fez varredura em cerca de 2,8 mil residências em busca de focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya

Força-tarefa de combate ao mosquito Aedes aegypti –transmissor da dengue, zika e chikungunya– realizada neste sábado (30) e domingo (31) nos bairros Paulo Coelho Machado e Mário Covas, no Anhanduizinho, inspecionou 2,8 mil imóveis e recolheu mais de 3 toneladas de materiais inservíveis de pequeno e grande volume, potenciais criadouros do mosquito.

Mais de 60 agentes de combate às endemias estiveram envolvidos na ação que contou com apoio da Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos).

De acordo com o relatório da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais), ao todo foram inspecionados 2.898 imóveis, alguns sendo abertos com auxílio do chaveiro, e 52 focos encontrados e eliminados. Foram recolhidos 2.791 depósitos. o que somou mais de 3 toneladas de materiais inservíveis.

O trabalho conta com o apoio do setor de Educação em Saúde da coordenadoria que desde o início da semana percorreu os locais de uso comum da região, além de missas e cultos, fazendo o trabalho de orientação aos moradores a fim de conscientizar sobre a importância da prevenção.

Dados epidemiológicos

Até 26 de março foram notificados 15.118 casos de dengue, 224 de zika e 114 de chikungunya em Campo Grande.


Os bairros Jardim Noroeste, Centro-Oeste, Chácara dos Poderes, Nova Campo Grande, Los Angeles, Moreninhas, Veraneio e Maria Aparecida Pedrossian apresentam alto índice de incidência da doença.

Ações realizadas até agora nos bairros Moreninhas, Macaúbas e Nova Bahia deram resultados positivos. A incidência de focos nestes locais caiu mais de 50% conforme demostrativos da CCEV.

(Da assessoria)