Ação do Procon no Caiobá encontra alimentos estragados há mais de 15 meses

Ação do Procon no Caiobá encontra alimentos estragados há mais de 15 meses

14/11/2018 0 Por Humberto Marques

Operação realizada na terça-feira visitou açougue e panificadora no Caiobá e supermercado na Vila Belo Horizonte; quase 150 itens apreendidos foram descartados.

Ação do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul) recolheu nesta terça-feira (13) quase 150 unidades de produtos impróprios para o consumo. Em um dos estabelecimentos, localizado no Caiobá (na região do Lagoa, em Campo Grande), havia itens com prazo de validade vencido desde agosto de 2017. Um supermercado na Vila Belo Horizonte –região do Taquarussu, também no Lagoa– também foi alvo de apreensões.

As operações do Procon têm sido rotineiras em Campo Grande, muitas vezes motivadas por denúncias da população. Os nomes dos locais não foram divulgados, contudo, as ações servem de alerta para que clientes prestem atenção na hora das compras, procurando a data de validade de mercadorias ou analisando se há embalagens violadas ou adulteradas –bem como indícios de fungos, umidade ou outros elementos que tornam as mercadorias, principalmente os alimentos, impróprios para o consumo.

No Caiobá, a operação foi realizada em um açougue e panificadora, onde foram encontrados produtos com o prazo de validade expirado nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2017. Lá, foram apreendidos e descartadas 103 unidades de produtos diversos, principalmente temperos e rações para cães.

No supermercado da Vila Belo Horizonte foram encontrados 39 produtos impróprios para consumo, incluindo linguiça, queijo, batata frita e farinha de trigo.

O descarte dos produtos, como tem sido praxe em ações do Procon, foi feito na presença dos responsáveis pelos estabelecimentos, que ainda receberam autos de infração e recomendações sobre a maneira adequada para armazenamento e cuidados para que não sejam expostos produtos vencidos para venda.


Superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão orienta à população para que “denuncie toda vez que encontrar mercadorias irregulares, principalmente em relação ao vencimento do prazo de validade, violação de embalagens e armazenamento, o que é mais recorrente nos mercados”. O consumidor que se sentir lesado na relação de consumo pode contatar o Procon pelo telefone 151, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h30, pelo Fale Conosco do site ou na sede, à rua 13 de Junho, 930, no Centro da Capital.

Outra opção é procurar a sede do órgão estadual ou em 31 municípios que têm sua procuradoria municipal (clique aqui para conferir a lista)

Todo cidadão que se sentir lesado em sua relação de consumo, tem à disposição um número de telefone para denunciar problema. Basta discar 151. O Procon\MS está à disposição das 07h até as 18h30, de segunda a sexta-feira.

(Com assessoria)