“Caça” a envolvido em briga termina com 27 tiros e homem ferido no Parque do Lageado

“Caça” a envolvido em briga termina com 27 tiros e homem ferido no Parque do Lageado

11/05/2018 0 Por Humberto Marques
Homem identificado como “Junior do Dom Antônio” esteve no local dos fatos atrás de envolvido em briga dias antes. Segundo testemunhas, autor dos disparos subiu em muro antes do ataque, que atingiu ainda residência vizinha e um automóvel.

Uma casa na rua Waldevino Guimarães, no Parque do Lageado –na região urbana do Anhanduizinho, em Campo Grande– se tornou alvo de atirador, que disparou 27 vezes contra o imóvel e feriu um rapaz de 25 anos, além de atingir uma casa vizinha e um carro. Os fatos ocorreram durante um jantar, envolvendo morador e visitas, depois de um suspeito chegar ao local procurando por um ex-morador.

De acordo com informações das autoridades policiais, os fatos ocorreram por volta das 23h30 de quarta-feira (9). O dono da casa contou que, no domingo (5), houve uma confusão no local envolvendo um amigo com quem morava no imóvel e outro homem. Em meio aos incidentes do dia, o colega do morador precisou ser levado para uma unidade de saúde para receber atendimento médico.

Já o outro envolvido no incidente foi retirado do local. Diante da confusão, o morador pediu para o amigo que morava no local para ir embora, pois estava causando muitos problemas.

Na quarta, quando fazia um jantar para cinco pessoas, o morador disse que um homem conhecido como “Júnior do Dom Antônio” bateu palmas no local e perguntou pelo conhecido, sendo informado que o mesmo não estava ali. Na sequência, ouviram-se tiros, causando um tumulto.

Um dos convidados acabou ferido no abdômen e foi encaminhado à Santa Casa de Campo Grande pelo Corpo de Bombeiros. Informações preliminares dão conta que ele estaria fora de perigo.


Ataque também atingiu casa vizinha e automóvel com disparos de arma de fogo

Segundo testemunhas, o atirador subiu em um muro para efetuar os disparos e, na sequência ao atentado, fugiu em um automóvel. Em buscas, autoridades policiais encontraram em um terreno ao lado 27 cápsulas de munição 9mm e, em uma casa vizinha, projéteis disparados.

O ataque também causou danos em um automóvel parado próximo ao local, atingido por oito disparos na lataria e um no pneu traseiro direito.

As suspeitas são de que o autor do atentado estaria envolvido na confusão com o amigo do morador. A Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga registrou o caso.