Começou aí? Prefeitura anuncia reformas de Academias ao Ar Livre

Começou aí? Prefeitura anuncia reformas de Academias ao Ar Livre

20/11/2018 0 Por Humberto Marques

Município pretende reformar 21 estruturas em diferentes regiões; seis delas estão localizadas nas regiões do Anhanduizinho e do Lagoa.

A Prefeitura de Campo Grande anunciou a realização de reformas em várias Academias ao Ar Livre espalhadas pela cidade, sendo que pelo menos seis delas estão realizadas nas regiões urbanas do Anhanduizinho e do Lagoa. Ao todo, espera-se promover a revitalização de 21 espaços em diferentes regiões.

As ações começaram em novembro, pela praça no Parque Ecológico do Sóter, na Mata do Jacinto –na região do Prosa, norte da cidade– e, na sequência, seria a vez da localizada no Parque Tarsila do Amaral, no Nova Lima (Segredo).

Também entraram na lista, no Anhanduizinho, as academias ao ar livre no Parque Ayrton Senna (Aero Rancho), Guanandizão (no Marcos Roberto) e Praça da Cohab (Conjunto Universitário). No Lagoa, as obras atingiriam o Elias Gadia (Taveirópolis), Caiçara e Coophavila 2.

Os serviços contemplam ainda as estruturas no Parque Jacques da Luz (Moreninhas, Bandeira), Centro Olímpico da Vila Nasser (Segredo), Belmar Fidalgo (Centro), Praça do José Abrão (Segredo), Zé Pereira (Imbirussu), Coophafé (Centro), Orla Morena (Centro), Coophasul (Segredo), Estrela do Sul (Segredo), Lagoa Itatiaia (São Lourenço, no Bandeira), Flamboyant (Centro), Maria Aparecida Pedrossian (Bandeira) e a Praça do Jardim Carioca (Imbirussu).

Academia ao Ar Livre do Parque Ecológico do Sóter foi a primeira a ser revitalizada. (Foto: PMCG/Divulgação)

Academia ao Ar Livre do Parque Ecológico do Sóter foi a primeira a ser revitalizada. (Foto: PMCG/Divulgação)


Conforme a assessoria do Paço Municipal, todas as academias ao ar livre receberiam substituições de aparelhos que não estiveram em condições de uso ou manutenção. Nos demais, seriam providenciadas higienização, lubrificação e retoques na pintura.

As academias ao ar livre foram criadas para incentivar a população a melhorar a condição física e, por consequência, sua saúde e qualidade de vida. Rodrigo Terra, diretor-presidente da Funesp (Fundação do Esporte de Mato Grosso do Sul), lembrou que, além das estruturas, já foram reformadas “as piscinas do parque Tarsila do Amaral, a Praça Belmar Fidalgo, o Centro Municipal de Treinamento Esportivo (o Cemte), entregou a nova sede do Cefat (Centro de Formação de Atletas, com ênfase na ginástica olímpica), retomou as obras na pista de atletismo do Parque Ayrton Senna e está em processo de licitação para a reforma do Ginásio Guanandizão, tudo para proporcionar um ambiente agradável e seguro aos praticantes de esporte e lazer da Capital”.