Hospital Regional deixa de atender demanda espontânea em 1º de novembro

Hospital Regional deixa de atender demanda espontânea em 1º de novembro

31/10/2018 0 Por Humberto Marques

Já nesta quinta-feira, encaminhamento para o pronto-socorro do HR será feito apenas por meio da Central de Regulação; Sala de Acolhimento vai redistribuir pacientes.

A direção do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian) informou que, a partir desta quinta-feira (1º), deixará de atender pacientes na chamada “demanda espontânea” –isto é, pessoas que procuram a unidade no Aero Rancho (na região do Anhanduizinho) em busca de atendimento. A partir da data, apenas pacientes encaminhados pela Central de Regulação da Prefeitura de Campo Grande serão atendidos nos serviços de urgência e emergência.

pre BF - 350x250

A fim de evitar maiores problemas, será instalada uma Sala de Acolhimento a todos os pacientes. Aqueles que não se enquadrarem no grau de risco serão encaminhados para outras unidades de saúde da cidade.

Via assessoria, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) afirma que a medida foi tomada para melhorar o atendimento à população, sendo acordada com o MPE (Ministério Público Estadual), SES (Secretaria de Estado de Saúde), Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) para estabelecer protocolos de encaminhamentos e regularizar o fluxo de pacientes no PAM (Pronto Atendimento Médico) do HR.

A Sala de Acolhimento ficará sob responsabilidade da Sesau e funcionará 24 horas por dia, para receber e redirecionar pacientes que passarem pela triagem. A sala será composta alternadamente por psicólogo, assistente social, enfermeiros e técnicos de Enfermagem.

Classificação por cores já adotada na rede pública definirá se paciente será atendido no HR

Hospital Regional deixa de atender população por demanda espontânea; pacientes devem ser encaminhados pela Central de Regulação. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom)

Hospital Regional deixa de atender população por demanda espontânea; pacientes devem ser encaminhados pela Central de Regulação. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom)


O Hospital Regional vai utilizar a classificação de risco na triagem dos pacientes pela equipe de Enfermagem. Aqueles classificados como vermelho, laranja ou amarelo terão assistência no HR. O paciente classificado como verde, azul ou branco será encaminhado para a Sala de Acolhimento e redirecionado para outras unidades de saúde.

A alteração no atendimento do HRMS também foi comunicada ao CES (Conselho Estadual de Saúde), CMS (Conselho Municipal de Saúde), CRM (Conselho Regional de Medicina), CRE (Conselho Regional de Enfermagem) e Conselho Local do Hospital Regional.

O HR é um dos três principais eixos do atendimento em média e alta complexidade na saúde de Campo Grande, ao lado da Santa Casa e do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian. Com a medida, a expectativa é de que as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRSs (Centros Regionais de Saúde) sejam mais acionados pela população.

(Com assessoria)