Moradores esperam quase 12 meses para que área do Lagoa seja limpa

Moradores esperam quase 12 meses para que área do Lagoa seja limpa

09/02/2019 0 Por Humberto Marques

Indicações apresentadas em abril e junho de 2018 foram atendidas em fevereiro, após terceira intervenção por meio da Câmara Municipal.

Demandas apresentadas à Prefeitura de Campo Grande nem sempre têm sido atendidas no tempo imediato, como deseja a população, e apenas por meio de insistência o resultado acaba sendo atingido. Foi o que ocorreu em uma área pública na rua Naim Dibo, entre a Coophavila 2 e o Jardim Ouro Verde –na região do Lagoa– que, segundo a assessora da vereadora Cida Amaral (Pros), demandou três solicitações e quase um ano para finalmente ser limpa.

Conforme a assessoria da vereadora, foram feitas duas indicações para limpeza da área à Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), em abril e junho de 2018. Contudo, apenas em 4 de fevereiro, após uma nova solicitação, o serviço foi realizado.

Moradores que contataram a assessoria da parlamentar afirmam que o local acumulava mato alto e lixos na calçada. “Esse espaço estava com mato muito alto, lixo e propício a criadouro dos mosquitos da dengue e da leishmaniose, entre outros. O ganho não é só da população que teve a área limpa, mas nosso também, que vemos dia após dia o nosso trabalho dar frutos”, disse a vereadora.

Câmara Municipal aprovou 43 mil indicações em 2018

Na primeira sessão realizada em 2019, em 5 de fevereiro, a Mesa Diretora da Câmara apresentou um breve balanço sobre os trabalhos no ano anterior, quando foram apresentadas 43 mil indicações encaminhadas para diferentes órgãos públicos –a maioria destinada à prefeitura–, “muitas delas atendidas”, frisou a assessoria da Casa.

Área na rua Naim Dibo foi alvo de três solicitações ao longo de quase um ano até ser limpa. (Foto: Divulgação)

Área na rua Naim Dibo foi alvo de três solicitações ao longo de quase um ano até ser limpa. (Foto: Divulgação)


As indicações foram levadas aos vereadores tanto por meio de caminhadas nos bairros, aplicativos e atendimento aos cidadãos na Câmara. “O trabalho não se resume a terça e quinta.

A maioria das indicações, se não foi resolvida pelo Executivo, tivemos resposta em forma de justificativa ou por soluções”, afirmou o presidente João Rocha (PSDB).

Apenas um vereador relatou ter apresentado cerca de 400 indicações em apenas uma semana de trabalho. O Delegado Wellington (PSDB) informou, via assessoria, ter apresentado as solicitações a partir de acionamento da população

“O trabalho em conjunto, entre moradores e equipe externa do nosso gabinete, faz toda a diferença para melhorias dos bairros. Somos agentes públicos fiscalizadores e representamos os anseios do povo, nosso papel, é cobrar dos órgãos competentes respostas para estas reivindicações”, destacou.