Mulher é presa na Gunter Hans com carga de cocaína avaliada em R$ 2 milhões

Mulher é presa na Gunter Hans com carga de cocaína avaliada em R$ 2 milhões

09/03/2018 0 Por Humberto Marques

Bope efetuou flagrante após denúncia sobre grande carregamento de droga que seria trazido de Ponta Porã para Campo Grande e, depois, levado para São Paulo. Carga de 91 quilos estava escondida em fundos falsos de veículo.

Uma mulher de 37 anos foi presa na noite desta quinta-feira (9) na avenida Gunter Hans, na região do Pênfigo –no Anhanduizinho, em Campo Grande–, com um carregamento de cocaína avaliado em, pelo menos, R$ 2 milhões. Daianny Cristina Aguilera trazia a droga do Paraguai para a Capital e foi localizada graças a denúncia às autoridades. O Bope (Batalhão de Operações Especiais) aguardou a chegada do veículo com o entorpecente na rotatória que liga a avenida à BR-060 para realizar o flagrante.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a condutora viajava com o seu filho, de 17 anos, em um Nissan Versa (branco, placas não divulgadas), no qual foi relatado às autoridades que estava escondida uma grande quantidade de entorpecentes. Também foi informado que o automóvel tinha uma mulher ao volante.

Policiais do Bope se posicionaram na rotatória de acesso à Gunter Hans e, ao avistarem o carro, fizeram o acompanhamento até a região do Hospital do Pênfigo. No local, o carro foi vistoriado, sendo encontrado um fundo falso no assoalho do motorista e do passageiro, onde foi encontrada grande quantidade de uma substância semelhante à cocaína.

Com o achado, os policiais realizaram uma vistoria minuciosa no Versa, sendo localizados outros dois fundos falsos, no assoalho e atrás do banco traseiro.

A autora foi levada com o veículo à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, a fim de se registrar a ocorrência. Lá, ela teria se mostrado alterada, recusando voz de comando e ofendendo a equipe de plantão –foi necessário conter a mulher a fim de que ela se acalmasse.


Conforme o Bope, a droga pesou 97,6 quilos distribuídos em 96 tabletes e seria levada para São Paulo por um comparsa.