Operação Boas Festas flagra tentativa de estupro na Capital e prende 3

Operação Boas Festas flagra tentativa de estupro na Capital e prende 3

19/12/2018 0 Por Humberto Marques

Ação realizada na terça-feira culminou em 1.040 abordagens em diferentes pontos da cidade.

Como parte da Operação Boas Festas as polícias Civil, Militar e a Municipal de Campo Grande realizaram na terça (18) uma ação conjunta que resultou na abordagem de 1.040 pessoas, em vias públicas, bares, praças e outros comércios. O objetivo foi coibir crimes comuns nesta época do ano, e trazer tranquilidade à sociedade durante as compras de fim de ano.

Ao todo as forças de segurança empregaram 180 policiais, abrangendo todas as regiões de Campo Grande. Efetivos de todas as delegacias vinculadas ao Departamento de Polícia da Capital fizeram diligências em suas áreas de atuação, com foco nos locais com maiores índices de roubos e furtos.

Foram abordados ao longo da noite 250 veículos, efetuadas três prisões em flagrante por tentativa de estupro –cujos detalhes não foram dados para preservar a vítima–, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Uma pessoa também foi presa por força de mandado de prisão. Também foram apreendidos 25,7 quilos de maconha e três pessoas foram atuadas por porte de drogas para consumo pessoal.

A operação Boas Festas lançada no início deste mês, já é tradicional na Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, e o Governo do Estado aumentou ainda mais o efetivo de todas as instituições, além de aplicar policiamento aéreo em Campo Grande e no interior.

Operação Boas Festas realizou mais de 1.000 abordagens em Campo Grande. (Foto: PCMS/Divulgação)

Operação Boas Festas realizou mais de 1.000 abordagens em Campo Grande. (Foto: PCMS/Divulgação)


Serão 32 dias de policiamento especial que segue até o dia 4 de janeiro de 2019. Na Capital, o quadrilátero central e grandes corredores de comércio em bairros estão com a segurança reforça. Entre eles estão as avenidas Mato Grosso e Júlio de Castilho, ruas Euclides da Cunha, Manoel da Costa Lima, Raquel de Queiroz, Marquês de Pombal e Bom Pastor, a área do Nova Lima e outras.

Além de ações especiais, também são realizadas rondas ostensivas e preventivas, atividades educativas e policiamento comunitário em todos os locais.

(Com assessoria)