Perseguição do Choque a ladrões de carro na Guaicurus termina com 7 presos

Perseguição do Choque a ladrões de carro na Guaicurus termina com 7 presos

15/03/2018 0 Por Humberto Marques
Investigação sobre furto de veículo no Centro de Campo Grande terminou com prisões no Itamaracá, Campo Alto, Estela Dalva e Chácara das Mansões; quadrilha era especializada em furto e roubo de veículos que seriam despachados para a Bolívia e Paraguai. Um dos detidos foi acusado de posse de drogas.

Perseguição, tiros e, ao final, sete pessoas foram presas pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, seis delas por participação em uma suposta quadrilha especializada em roubos e furtos de veículos –com o objetivo de atravessar os automóveis na região de fronteira. A ação foi realizada ao longo da quarta-feira (14) e envolveu a fuga de suspeitos pela avenida Guaicurus, entre o Itamaracá e o Campo Alto –na região urbana do Bandeira, em Campo Grande.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, as buscas pelos criminosos tiveram início por volta das 4h, a partir do comunicado sobre o roubo de um automóvel no Centro de Campo Grande. Já tendo em mãos informações sobre um bando abrigado no Itamaracá que vinha cometendo roubos de veículos pela cidade, a equipe do Batalhão de Choque seguiu para o bairro.

Ao chegarem à esquina das ruas Naor Lemes Barbosa e Salomão Abdala, os policiais militares avistaram dois veículos com registro criminal de roubo –um Fiat Punto e um Hyundai HB20. Duas pessoas se aproximaram dos carros levando garrafas de gasolina, a fim de abastecê-los e, em seguida, tomaram os volantes e deixaram o local.

Foi neste momento que a equipe do Choque deu voz de abordagem, ignorada pelos motoristas, que arrancaram em alta velocidade. Os carros foram perseguidos e, por várias vezes, conforme o registro da ocorrência, receberam ordem para parar. Com isso, os policiais decidiram efetuar disparos: primeiro, foram quatro tiros contra os pneus traseiros do HB20, que parou. Éverton Alberto Galvão Freitas, 31, o “Pica Pau”, estava ao volante e foi detido.

Fiat Punto seguiu em alta velocidade pela Guaicurus e bateu em poste e muro antes de parar

Já o Punto continuou em fuga por mais 15 minutos, cortando vários bairros em alta velocidade. Os policiais, ainda na cola do automóvel, efetuaram mais disparos, atingindo também os dois pneus traseiros do carro. O condutor, porém, prosseguiu em fuga.


Fiat Punto só parou depois de sofrer tiros em pneus e colidir contra poste, muro e guia na Guaicurus. (Foto: PMMS/Divulgação)

Fiat Punto só parou depois de sofrer tiros em pneus e colidir contra poste, muro e guia na Guaicurus. (Foto: PMMS/Divulgação)

Próximo ao cruzamento com a rua Mussa Tuma, em frente à fábrica da Semalo, o condutor perdeu o controle e colidiu contra um poste e, depois, em um muro de tijolos. Ao bater no meio-fio da calçada, o veículo teve os pneus dianteiros estourados, quando finalmente o condutor, identificado como Rafael Trajano da Silva Kanashiro (o “157”, de 27 anos), foi preso.

Os dois detido admitiram terem pego o HB20 ao lado de um terceiro comparsa –apontado como Allex Lopes da Fonseca, 24, o “Goiano”–, mas negaram envolvimento no roubo do Punto. Eles ainda admitiram que os carros seriam levados para a Bolívia.

Pica Pau admitiu mostrar onde estavam os demais integrantes da quadrilha, levando os policiais de volta ao Itamaracá. Goiano foi preso em uma casa na Naor Lemes Barbosa, onde também estava o morador Eder Gabriel Amorim Gonçalves, 18, com quem foram encontrados pouco mais de 300 gramas de maconha.

Na sequência, o Batalhão de Choque “buscou” em uma residência no Estrela Dalva (Bandeira) outro acusado. Jonathan Kennedy Silva de Matos, 23, o “Playboy”, foi preso acusado de também ter participado do roubo do HB20.

Novas informações levaram policiais à Chácara das Mansões, onde 2 foram presos por guardar carros roubados

Com informações dos presos, a equipe policial foi um imóvel na rua Rio Pequeno, na Chácara das Mansões –fora dos limites urbanos da Capital–, onde foram encontrados Willian Barbosa, 18, o “Paulista”, e Douglas de Souza Fernandes, 20, apontados como responsáveis por guardar os veículos roubados antes de serem enviados ao destino final –geralmente Bolívia e Paraguai.

No local, havia um GM Celta (preto, placas HSG-9446), com registro de roubo feito em 2 de fevereiro deste ano.

Ação do Choque terminou com sete presos em diferentes bairros. (Foto: PMMS/Divulgação)

Ação do Choque terminou com sete presos em diferentes bairros. (Foto: PMMS/Divulgação)

Willian e Douglas ainda revelaram que um HB20 (vermelho, placas NSA-7943) havia passado pelo local, sendo despachado para a Bolívia.

Goiano, 157, Pica Pau e Jonathan receberam voz de prisão pelos crimes de roubo, receptação e associação criminosa, enquanto Willian e Douglas foram acusados de receptação e associação criminosa. Já Eder Gabriel foi acusado por posse de entorpecente.

Os presos foram encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, enquanto os veículos foram levados para a Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos).

Na ação, também foram apreendidos um revólver Taurus, calibre .32, munições, dinheiro e quatro telefones.