Prefeitura e Estado entregam as primeiras casas para ex-moradores da Cidade de Deus

Prefeitura e Estado entregam as primeiras casas para ex-moradores da Cidade de Deus

27/11/2018 0 Por Humberto Marques

Foram 15 moradias destinadas aos moradores do Bom Retiro de um total de 136 que serão entregues; município cuidou da mão de obra e o governo estadual bancou materiais.

Com sorriso no rosto, suor e dedicação, famílias da antiga comunidade Cidade de Deus receberam, na segunda-feira (26), as 15 primeiras unidades habitacionais do Bom Retiro –na região da Vila Nasser, no Segredo–, de um total de 136 que serão entregues pela Prefeitura de Campo Grande em parceria com o Governo do Estado, na qual a primeira cuidou da capacitação e pagamento da mão de obra, enquanto a administração estadual aportou R$ 4,9 milhões para financiar as construções.

“Foi a conquista de um sonho. Pessoas que moravam na favela e estão com sua casa própria, que foram totalmente edificadas, por eles mesmos. Isso tem muito valor”, declarou o prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Emocionada, Salete Lúcio, proprietária de uma das casas fala sobre a satisfação que teve em poder ajudar a construir sua própria casa. “Todo esse tempo foi muito difícil. Ficar de barraco em barraco, mas com a graça de Deus eu consegui conquistar minha própria casa e posso dizer que muitos tijolos desta casa, eu mesma coloquei. Isso para mim é uma alegria muito grande”, contou.

Ao participar da entrega das casas, o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância deste projeto. “É uma parceria extremamente positiva que construímos, Prefeitura e Governo do Estado. O mais importante é ver a alegria dessas pessoas, que não tinham uma moradia digna e hoje recebem uma moradia com dignidade”, afirmou.

Habitações contemplam ex-moradores da Cidade de Deus. (Foto: Diogo Gonçalves/PMCG)

Habitações contemplam ex-moradores da Cidade de Deus. (Foto: Diogo Gonçalves/PMCG)


As moradias possuem 46 m² e são compostas por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Mais 32 moradias estão em fase final de construção e serão entregues conforme forem concluídas.

Sonho também do jovem casal Paloma e Samuel, que passaram 3 anos na comunidade, antes de conquistarem a moradia. “No começo, foi difícil. Antes, a gente morava num barraco de uma peça e um banheiro. Tivemos que lutar, persistir, porque sem persistir, a gente não chega a lugar nenhum. O sentimento da vitória é o melhor que tem. Estamos muito felizes”.

Dos ex-moradores da Cidade de Deus, 128 trabalhadores, passaram por um ano de capacitação, recebendo um salário mínimo e uma cesta básica da Prefeitura. No curso, realizado pela Funsat (Fundação Social do Trabalho), eles foram treinados para a função de pedreiro, eletricista, marceneiro, azulejista e pintor. Uma nova profissão para muitos deles.

A Emha (Agência Municipal de Habitação) fez a readequação dos projetos, possibilitando a parceria com o Governo do Estado, que financiou a compra dos materiais, com custo de R$ 4,9 milhões.

(Com assessoria)