Sete meses após anúncio, prefeitura confirma pavimentação e drenagem nas regiões do Anápolis e Botafogo

Sete meses após anúncio, prefeitura confirma pavimentação e drenagem nas regiões do Anápolis e Botafogo

18/04/2018 1 Por Humberto Marques

Obra foi anunciada em setembro de 2017, mas município alega que decreto do governo federal suspendeu repasses para investimentos que tivessem percentual de execução inferior a 10%. Licitação foi marcada para 18 de maio e promete acabar com alagamentos na região.

Cerca de sete meses depois do primeiro anúncio, a Prefeitura de Campo Grande informou ter confirmado, em Brasília, a liberação de R$ 1,4 milhão para a pavimentação de 12 trechos de ruas no Conjunto Residencial Anápolis, Jardim Botafogo, Roselândia e Jardim Morenão –bairros na região do Anhanduizinho, em Campo Grande. Os recursos foram confirmados pelo Ministério das Cidades a partir de emenda de 2011 do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), recuperada pela administração do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

No início de setembro de 2017, a Prefeitura da Capital havia confirmado a retomada das obras no Anápolis, um conjunto residencial formado por cerca de 50 moradias ao lado do Jardim Botafogo.

A falta de conclusão de obras de drenagem vem penalizando os moradores há anos, já que, com as chuvas, enxurradas dos bairros mais altos escoam para vias do conjunto, gerando transtornos.

Segundo a assessoria do Paço Municipal, a obra começou a caminhar no ano passado, mas um decreto do governo federal determinou o cancelamento de convênios cujas obras tivessem percentual de execução inferior a 10% –o que poderia impedir a conclusão dos empreendimentos.

Agora, para evitar que os recursos fossem novamente perdidos, Marquinhos foi a Brasília e pediu a prorrogação do convênio. Nesta semana, houve a resposta positiva ao pedido.


Concorrência prevê recebimento de propostas em 18 de maio; veja trechos contemplados
Residencial Anápolis sofre com enxurradas vindas das partes altas da região; obra deve resolver problema. (Foto: PMCG/Divulgação)

Residencial Anápolis sofre com enxurradas vindas das partes altas da região; obra deve resolver problema. (Foto: PMCG/Divulgação)

Na terça-feira (17), edital publicado no Diário Oficial de Campo Grande anunciava a retomada da licitação –a concorrência 6/2018 prevê a pavimentação asfáltica e drenagem pluvial no corredor de transporte coletivo dom Jardim Botafogo.

Empresas interessadas devem entregar suas propostas para a obra às 8h de 18 de maio na Comissão de Licitação da prefeitura, no Paço Municipal.

A Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) informou que a obra no Jardim Botafogo chegou a ser licitada e teve iniciadas as obras de drenagem, com a implantação de 746 metros de galerias. Contudo, a empresa desistiu do empreendimento. Entre 2013 e 2016, não foi feita nova licitação, com o projeto ficando “esquecido”.

Confira os trechos que receberão obras de pavimentação e drenagem. (Imagem: Google Maps/Arte: Humberto Marques)

Confira os trechos que receberão obras de pavimentação e drenagem. (Imagem: Google Maps/Arte: Humberto Marques)

“Moro aqui desde a entrega das casas, em 1997. O barro e a poeira sempre foram um problema. Mas desde a pavimentação do Pioneiros, há uns dez anos, passamos a sofrer com alagamento, com enxurrada que desce principalmente pela rua Francisco dos Anjos, que se estende até a Avenida Filinto Muller”, disse à assessoria da prefeitura Lore Martinez, moradora do Anápolis, ansiosa pelo início das obras.

A partir da conclusão da licitação, será executada a pavimentação dos seguintes trechos: rua Paraúna, entre as ruas Centro-Oeste e Rivaldi Alberti; 13 de Novembro, entre a Goiatuba e Rivaldi Alberti; Mirai, entre a Centro-Oeste e a Goiatuba; Mirai, entre a Rivaldir Alberti e Divino da Fonseca; Rodrigo Moura, entre a Rivaldir Alberti e o fim da via; Iraque, entre a Centro-Oeste e a Kilda Monteiro; Pompeu Ferreira da Silva, entre as ruas Centro-Oeste e Rivaldi Albeti; Junes Salaminy; Kilda Monteiro; Francisco dos Anjos, entre as ruas Assaré e Rodrigo Moura; e rua Divino da Fonseca, entre a Assaré e a Rodrigo Moura.

(Com assessoria)

loading...